Dia Nacional do Quadrilheiro Junino é comemorado na CMFor

A Câmara Municipal de Fortaleza realizou nesta segunda-feira (4), Sessão Solene em comemoração ao dia nacional do Quadrilheiro Junino. A solenidade foi proposta pelo vereador Márcio Martins (PR), através do requerimento 613/2018 e aprovado porunanimidade pelo Plenário da Casa. O evento foi presidido pelo vereador Márcio Martins, no ato representando o presidente da CMFor, vereador Salmito Filho (PDT).

A mesa solene contou com as presenças do deputado federal Odorico Monteiro (PROS); do secretário de Cultura do Estado, Fabiano Piúba; da presidente da Federação das Quadrilhas Juninas do Ceará (Fequajuce), Fátima Freires; da representante da Secultfor, Graça Martins; do representante da Comissão Cearense de Folclore, Cláudio Correia; e do representante do Fórum de Cultura Popular, Laírton Guedes.

Em sua saudação inicial, o vereador Mário Martins destacou que a cadeia produtiva da cultura Junina movimenta um mercado de R$ 130 milhões ao ano beneficiando milhares de pessoas, principalmente no Nordeste do País. Ele parabenizou os dirigentes e integrantes das quadrilhas juninas presentes: Arraiá do Bairro Ellery; Arrasta Pezinho do Sertão (Barra do Ceará); Junina Explosão (Aracapé); Junina Buscapé (Montese); Junina Só o Mi (Papicu), Emoção Junina (Nova Russas); Chama da Fogueira, Movimento Junino (General Sampaio); Tongil; Explode Coração (Montese); Santa Terezinha (Caucaia); Império Junino (Presidente Kennedy);Arraiá da Esperancinha.

“Quero registrar que hoje comemoramos o Dia Nacional e Municipal dos Quadrilheiros. O projeto municipal é de minha autoria e o nacional teve nossa articulação para que a data fosse unificada. Quando iniciamos essa sessão lembrei que quando vinha a essa Casa pedir apoio para o movimento junino quando ainda não era vereador, a resposta que recebia é que quadrilha junina não dava votos. Então reuni os lideres do movimento e passamos a nos organizar para mostrar o contrário e hoje estou aqui, um quadrilheiro como vereador. A cultura é educação e é saúde também”, ressaltou.

Em seguida falou o deputado Odorico Monteiro que destacou a política de editais, afirmando que é necessário mudar o atual sistema para beneficiar as iniciantes, já que hoje só podem participar as quadrilhas com mais de um ano de existência. “Esse segmento precisa estar incluído nas políticas públicas do Estado e quero levar esse movimento para a Câmara Federal e buscar recursos para a Cultura”, ressaltou.

Logo depois foram entregues certificados presenciais as seguintes personalidades: Princesa mirim Jéssica Kelly; Casal infantil de noivos, Darlan e Maria Eduarda; Rainha da Diversidade, Dandara Dias, da quadrilha Flor do Vale de General Sampaio;  Rainha Adulta, Jessica Oliveira, do Cangaço Nordestino; Saulo e Silmaria, casal junino adulto; e os grupos de mídia independentes “Conexão Junina”, responsável por coberturas nas redes sociais e blogs, pelo The Voice Junino; campanhas de arrecadação de donativos, concurso de misses, torneios de carimba e outros esportes e o Portal Espia, criado em 2006, que atua principalmente nas redes sociais.

Receberam ainda a condecorações: Fátima Barreto, representando o Conselho de jurados da Fequajuce; Escola Estadual de Ensino Profissional Júlia Jorge, que cede há mais de 10 anos suas dependências para os ensaios de quadrilhas; Secretário de Cultura do Estado, Fabiano Piúba; Fátima Freires Cruz, presidente da Fequajuce, que conta com 350 filiados em 130 municípios do Estado, entidade hoje reconhecida pela União Nordestina de Quadrilhas Juninas e pela Confederação Brasileira de Quadrilhas Juninas.

Fátima Freires destacou a dificuldades enfrentadas pelos quadrilheiros durante todo o ano, para culminar nos dias de alegria nas festas juninas. Disse que toda a vitória devemos a Deus. “Esse trabalho é continuo, pois estamos fazendo o resgate de crianças e jovens, dando um novo horizonte para eles. A Educação forma e a Cultura resgata. Não admito quando dizem que a Cultura é a prima pobre. Ela é rica, pois a Cultura traz vida e alegria para as pessoas”, afirmou. Em seguida entregou um certificado ao prefeito de Nova Russas, Rafael Pedrosa, por seu apoio ao movimento junino.

Em nome de todos os homenageados falou o secretário de Cultura do Estado, Fabiano Piúba, que disse que está com uma luta há algum tempo para que os repasses da Cultura sejam transferidos de fundo a fundo, como ocorre na Saúde e Educação. “Estamos fazendo essa mudança aqui no Estado. Os municípios terão mais facilidades em receber os recursos”. Ele falou de suas reminiscências de infância quando saia do Rio Grande do Norte para os sertões da Paraíba, terra de seu pai, participar dos festejos juninos. “A quadrilha junina é um patrimônio imaterial e quero lançar um desafio para que vocês proponham junto ao Conselho Estadual de Cultura a tornar os festejos juninos como patrimônio cultural do Estado”, frisou.

“Quero saudar os coordenadores de cada grupo junina, pois vocês são empreendedores sociais. O Edital do Ceará Junino deste ano será de R$ 2 milhões 930 mil, 38% a mais que o de 2014. É pouco, mas demonstra o crescimento de investimentos no segmento. Nos 51 anos da Secult pela primeira vez chegamos a uma receita referente a 1,5% do PIB, fato inédito em nosso Estado”, concluiu.

Quadrilhas Juninas

As quadrilhas juninas são um espetáculo cuja extensão a nossa percepção de mero espectador alcança apenas parcialmente. A série de atividades que antecede a apresentação pública, por exemplo, é desconhecida da plateia. A exuberante performance dos dançarinos oculta um universo secreto de sacrifícios e abnegações, de trabalho árduo, mas também de prazer.

Os quadrilheiros não recebem qualquer compensação financeira, ao passo que realizam gastos com vestuário, transporte, músicos, etc. A disposição para a difícil tarefa brota dos laços de amizade, do incentivo da família e do amor pela quadrilha. Destaco, portanto, o conjunto das representações que revelam a importância de “ser quadrilheiro” para esses jovens: Tem que ter um bom alinhamento, uma boa disciplina, respeitar o próximo. Se por acaso alguém estiver com dificuldade ajudar. Aceitar o próximo, tentar ajudar e não criticar. Fazer bem as partes e prestar atenção no marcador para ser um bom quadrilheiro.

Os quadrilheiros podem ser considerados atores sinceros, que acreditam na impressão criada por sua representação. Na performance que desempenham, os quadrilheiros, devidamente travestido, são assim classificados por acreditarem na impressão transmitida em sua representação.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s