Jardim América recebe 2° Festival de Malhação do Judas

VEJA AS FOTOS AQUI!

O evento contou com 14 participantes e um público de cerca de 1 mil pessoas

Pelo segundo ano consecutivo, o bairro Jardim América recebeu, na noite do sábado (15), o Festival de Malhação do Judas, que premia os melhores e mais criativos bonecos. Antes da escolha, cerca de 1000 pessoas dos bairros do entorno puderam assistir uma encenação da Paixão de Cristo.

Para Antônio Filho, presidente da Associação dos Moradores e Amigos do Jardim América e Adjacências (AAJA), o evento é uma forma de prestigiar o bairro, ponto tradicional na confecção de Judas em Fortaleza. “Aqui já existe essa cultura de fabricação de Judas no período da Semana Santa”, ele diz. “Então, o festival é o encerramento de um ciclo que começa um mês antes, com a confecção dos bonecos. Nós temos aqui várias famílias que, há mais de duas décadas, estão nessa atividade. E a associação busca facilitar a divulgação e a venda”.

Todos os anos, nas semanas que antecedem a Semana Santa, as calçadas do entorno das comunidades da Brasília, Matadouro e Salgadeira ficam repletas de bonecos de Judas, expostos para venda, movimentando a economia do bairro. A AAJA estima que durante esse período, os artesão, chamados de “judeiros”, vendam mais de 400 bonecos, a um preço médio de R$ 60.

Vencedora da primeira edição do festival e uma das pioneiras do bairro na confecção de bonecos, a aposentada Regina Maria do Nascimento Silva (67) conta que ano após ano a procura vem aumentando, e que sempre vende todos os Judas que produz. “Já faz 23 anos que eu faço judas e em todos os anos eu vendo todos aqui no sinal. Neste ano vendi 61”, ela diz. “Para a gente e para a nossa comunidade esse evento representa muito. Mas eu gostaria que todas as comunidades se juntassem para ajudar a fazer esse festival, porque todo mundo ganha com isso”.

Na edição deste ano, o festival contou com 14 participantes e a expectativa é de que o número cresça ainda mais no próximo ano. “Com a divulgação e os prêmios em dinheiro, acredito que no próximo ano será muito maior”, diz Antônio Filho. No ano passado, foram 12 participantes. “Neste ano além de maior, está mais organizado e com uma melhor estrutura”, diz a cozinheira Francisca Auzira Sousa, moradora da comunidade Brasília. “Vim com toda a minha família, porque esse é o tipo de evento que a gente precisa aqui no bairro”.

Diário do Nordeste

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s