Câmara Municipal de Fortaleza debate em audiência pública o papel das quadrilhas juninas

A Câmara Municipal de Fortaleza realizou na tarde desta terça-feira, 18, uma audiência pública que debateu o universo e o papel social das quadrilhas juninas. A proposição da reunião foi do vereador Márcio Martins (PR), que também preside a Comissão de Cultura da Casa Legislativa.

O vereador Márcio Martins destacou que o evento cultural em que as quadrilhas juninas estão inseridas se estendem ao longo do mês de junho e julho e que são festejos importantes para a sociedade. “Essa é a festa das cores, do cheiro. Festa em que se comemora a colheita e a fartura. A cultura junina foi se transformando ao longo de anos para se chegar ao que temos hoje. Ligados nessas festividades estão cerca de 10 mil pessoas”, ressaltou o parlamentar.

Márcio Martins enfatizou a importância cultural da atividade junina e elencou fatores que contribuem para o crescimento da sociedade. “As quadrilhas juninas têm papel social na periferia com crianças, adolescentes e idosos. No viés econômico vai desde o milho e a pipoca até os espetáculos com artistas renomados. O que seria dos lugares mais pobres se não fossem as quadrilhas juninas? Quero aqui pedir a quem representa o Poder Executivo a sensibilidade para realizarmos essa atividade de forma mais fácil, pois cerca de 93% dos bairros de Fortaleza participam dos tradicionais arraiás”.

O secretário de Cultura de Fortaleza, Evaldo Lima, afirmou que o tema da audiência é fundamental, pois se trata de uma das mais importantes e significativas representações culturais do nordeste. “Todos nós, cidadãos de fortaleza, temos uma certa identificação rural, raízes interioranas. No entanto, a festa junina envolve mais do que isso. Envolve uma cadeia produtiva popular cultural e tradicional, a ocupação qualificada dos espaços públicos e a juventude inserida nos movimentos de quadrilhas. Desde o início da gestão do prefeito Roberto Cláudio o orçamento vinculado aos editais juninos sempre tem aumentado. Precisamos incentivar outros parceiros, como a iniciativa privada e o parlamento para fortalecer os festejos juninos em nossa capital.

Gilvanir Goiana, do Instituto Construir, enfatizou a importância da cultura junina para os moradores do bairro Ellery. “É muito importante mantermos as quadrilhas juninas em nosso bairro. Estamos trazendo a tradição para que a cultura popular não morra. Nossas crianças e adultos se preparam desde janeiro no intuito de realizarmos um bom festival”, disse a representante do Arraiá da Cumade Fafá.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s