Márcio Martins solicita impasse da prefeitura na administração do Mercado Central


Vereadores acolheram, na manhã desta terça-feira, 21, permissionários do Mercado Central que solicitaram a ajuda do Legislativo no acompanhamento do processo de transição da administração do local.

 Desde dezembro do ano passado a Associação dos Lojistas do Mercado Central (Almec), que administrou durante 19 anos o equipamento, teve seu contrato rompido pela Secretaria de Turismo sob a alegação de falta de transparência em sua prestação de contas, além de já possuir a outorga vencida. No lugar da Almec, ficou a Cooperativa de Permissionários e Locatários do Mercado Central (CoopCentral).

Os comerciantes que estiveram reunidos na comissão reclamaram da falta de legitimidade e representatividade da Cooperativa. Segundo os permissionários, a ação da Secretaria de Turismo em mudar a administração do Mercado não foi feita de forma transparente e atualmente os comerciantes estão sofrendo com grandes problemas.


“Não houve transparência com esse convênio feito com a Cooperativa, que só tem um ano. A Associação dos Lojistas do Mercado Central já tem 42 anos de Mercado Central. Ela administra desde 1998, data inaugural do novo Mercado. Nós estamos defendo aqui o que é melhor para o Mercado Central. Não estamos defendendo a Associação. Estamos querendo que seja esclarecido os fatos de como essa Cooperativa assumiu. Nós entendemos que não houve legalidade, mas vamos deixar o debate para os nossos vereadores, secretário de Turismo e o prefeito Roberto Cláudio”, disse João Eudes Oliveira, permissionário e presidente da Almec.

Márcio também solicitou do Poder Executivo informações sobre o processo de transição da administração do Mercado Central. “De acordo com o relato do secretário de Turismo, Alexandre Pereira, a entidade que administrava anteriormente o Mercado Central não estava sendo transparente, por isso a necessidade da troca, mas não se sabe se pelo menos uma chamada pública foi realizada. Os permissionários estão preocupados com essa situação e nós temos que debater.”, frisou.

A reunião que foi composta por sete permissionários e nove vereadores, e teve como encaminhamento uma reunião marcada para a próxima semana, onde será combinada uma data entre o secretário de Turismo, Alexandre Pereira, e representantes da CoopCentral para que sejam ouvidas todas as partes envolvidas.

Participaram da Comissão Especial os vereadores Márcio Martins (PR), Michel Lins (PPS), Acrísio Sena (PT), Larissa Gaspar (PPL), Cláudia Gomes (PTC), Didi Mangueira (PDT), Evaldo Costa (PRB), Iraguassú Filho (PDT) e Renan Colares (PDT).

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s